CPI do Banestado inicia sessão reservada

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga denúncias de saída supostamente ilegal de US$ 30 bilhões para o Exterior - depositados principalmente em uma agência do Banestado em Nova York - iniciou sessão reservada para dar prosseguimento aos depoimentos do procurador da República Luiz Francisco de Souza e do perito da Polícia Federal Renato Barbosa. A expectativa dos parlamentares da CPI é a de que, na sessão fechada, os depoentes revelem os nomes de centenas de pessoas que, segundo eles, são suspeitas de terem realizado operações bancárias irregulares e terem sido beneficiadas com recursos movimentados em contas CC-5. Entre essas pessoas, segundo o procurador e o perito, estão 269 servidores públicos federais, 124 candidatos a prefeito e vereador e 29 candidatos a outros cargos eletivos (deputados estaduais, deputados federais, deputados distritais e senadores). O perito Barbosa afirmou ter chegado aos nomes dessas pessoas fazendo cruzamento eletrônico de informações.

Agencia Estado,

30 de julho de 2003 | 17h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.