CPI define amanhã se chama Dantas, Sanctis e Queiroz

A CPI dos Grampos, na Câmara, adiou para amanhã a votação dos requerimentos que pedem a convocação do sócio-fundador do Banco Opportunity, Daniel Dantas, do delegado que comandou a Operação Satiagraha, Protógenes Queiroz, e do juiz Fausto Martin De Sanctis, da 6ª Vara Federal Criminal. Foi o magistrado que decretou as prisões, na semana passada, de Dantas, do investidor Naji Nahas, e do ex-prefeito Celso Pitta, entre outros, por suposto envolvimento em esquema de lavagem de dinheiro. A CPI retirou da pauta os requerimentos para convocar Najas, o ex-ministro Luiz Gushiken e o ex-deputado Luiz Eduardo Greenhalgh (PT-SP).A decisão de adiar a votação foi tomada por causa do início da ordem do dia, no plenário da Câmara, às 16 horas, e também porque, até esse horário, oposicionistas e governistas não haviam chegado a um acordo sobre a convocação de Gushiken e de Greenhalgh, flagrado em escutas telefônicas da Operação Satiagraha, da Polícia Federal, conversando com o chefe do gabinete da Presidência da República, Gilberto Carvalho, sobre o curso das investigações sobre Dantas. Greenhalgh advoga para o banqueiro do Opportunity.Só depois de quase duas horas de discussão na CPI dos Grampos, os governistas conseguiram fazer um acordo com a oposição para retirar da pauta de amanhã os requerimentos de convocação de Nahas, de Gushiken e Greenhalgh.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.