CPI das ONGs ouve reitor da UnB sobre desvio de verba

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) encarregada de investigar irregularidades no repasse de verbas públicas para organizações não governamentais, a CPI das ONGs, ouvirá hoje o reitor da Universidade de Brasília (UnB), Timothy Mulholland, para esclarecer o desvio de recursos da Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos (Finatec), de apoio à UnB, para mobiliar o apartamento de propriedade da universidade.Segundo o Ministério Público, só para a mobília foram gastos R$ 470 mil. Entre outros requintes, há uma lixeira de R$ 1 mil. O outro convocado, o presidente afastado do conselho da Finatec, Antonio Manoel Dias Henrique, não compareceu, alegando problema de saúde na família. A CPI também vai ouvir hoje o promotor do Ministério Público do Distrito Federal, Gradaniel de Carvalho, que investiga o uso do dinheiro da Finatec.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.