Marcos de Paula/Estadão
Marcos de Paula/Estadão

CPI da Petrobrás será instalada na semana que vem

Parlamentares têm até às 12h da próxima quinta-feira, 26, para concluir a indicação dos 27 membros que vão compor o órgão colegiado

Daiene Cardoso, O Estado de S. Paulo

19 Fevereiro 2015 | 15h18

Brasília - O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), decidiu instalar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobrás só no final da próxima semana. Os partidos terão até às 12h da próxima quinta-feira, 26, para concluir a indicação dos 27 membros.

Atualmente os parlamentares ainda estão na folga de carnaval, que começou na semana passada, e só devem retornar à Câmara no próximo dia 24


Partidos como PT e PMDB ainda não indicaram seus representantes. A oposição, autora do requerimento, já tem sete membros formalizados. Nos próximos dias, o bloco oposicionista discutirá a estratégia de atuação na CPI. Com base nas informações já divulgadas sobre as investigações da Operação Lava Jato, o líder do PSDB, deputado Carlos Sampaio (SP), já montou um organograma para orientar os trabalhos da oposição.

As operação, que levou à prisão executivos das maiores empreiteiras do País e desbaratou um esquema de lavagem de cerca de R$ 10 bilhões envolvendo obras e empresas em todo o Brasil, sobretudo a Petrobrás, em um dos maiores escândalos de corrupção preocupa o governo federal. As investigações até agora indicam que PT, PP, PMDB, PSB e PSDB teriam se beneficiado do esquema de propinas em contratos da Petrobrás.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.