GABRIELA BILÓ/ESTADÃO
GABRIELA BILÓ/ESTADÃO
Imagem Eliane Cantanhêde
Colunista
Eliane Cantanhêde
Conteúdo Exclusivo para Assinante

CPI da Covid transforma testemunhas em investigados, foca documentos e entra em nova fase

Em novo episódio da série Por Dentro da CPI, Eliane Cantanhêde explica que comissão deve reduzir depoimentos; investigações entram em fase "ainda mais importante"

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de junho de 2021 | 12h00

No novo episódio de Por dentro da CPI, a jornalista Eliane Cantanhêde avalia que a fase de depoimentos da CPI da Covid está praticamente esgotada.

Segundo a colunista do Estadão, essa não foi uma boa semana de trabalhos para a comissão, que teve o depoimento "equivocado" do ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel (PSC), a ausência do empresário Carlos Wizard, que "foge da CPI como o diabo foge da cruz" e os depoimentos de dois médicos defensores do chamado tratamento precoce.

Na avaliação de Eliane, no entanto, o trabalho da comissão avança agora para uma fase "ainda mais importante, de análise de depoimentos, provas e dos documentos reunidos até este momento.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.