CPI da Corrupção é arquivada

Os deputados Ricardo Barros (PPB-PR), vice-líder do governo na Câmara, e Jutahy Júnior (PSDB-BA), líder do PSDB na Câmara, divulgaram na noite desta quinta-feira 20 requerimentos de deputados que estão retirando suas assinaturas do requerimento de criação da CPI da Corrupção.Com isso, o total de assinaturas de deputados no documento fica reduzido a 162, número insuficiente para a instalação da comissão parlamentar, que precisaria de pelo menos 171 assinaturas.No Senado, o total de assinaturas é de 29, mas, como a proposta era a de uma CPI mista, um total de adesões inferior ao exigido na Câmara é suficiente para que, regimentalmente, o requerimento seja arquivado.Os deputados que retiraram suas assinaturas do requerimento de criação da CPI da Corrupção - permitindo o arquivamento da proposta - são os seguintes: Paulo Magalhães (PFL-BA), Ariston Andrade (PFL-BA), Luiz Moreira (PFL-BA), Ursicino Queiroz (PFL-BA), Eujácio Simões (PL-BA), Oliveira Filho (PL-PR), Augusto Nardes (PPB-RS), Luizinho (PST-RJ), Oswaldo Reis (PMDB-TO), José Índio (PMDB-SP), João Eduardo Dado (PMDB-SP), Josué Bengtson (PTB-PA), Robério Araújo (PL-RR), Luciano Bivar (PST-PE), José Aleksandro (PSL-AC), Oswaldo Biolchi (PMDB-RS), Paulo Marinho (PFL-MA), José Egydio (PL-RJ), Cornélio Ribeiro (PSB-RJ) e Dino Fernandes (PSDB-RJ).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.