CPI ameaça convocar Palocci de novo

O ministro da Fazenda, Antônio Palocci, corre o risco de ser convocado novamente a prestar depoimento na CPI dos Bingos, o que agravaria ainda mais a sua situação. Senadores da comissão esperavam que o ministro se pronunciasse na terça-feira sobre as revelações do caseiro Francenildo Costa e a violação do seu sigilo bancário, o que não ocorreu.Palocci está há uma semana em silêncio e sem comparecer a atos públicos, desde a publicação da entrevista do caseiro à repórter Rosa Costa, do Estado. Se ele persistir calado, aumentará a probabilidade de uma convocação que tem todos os elementos para causar-lhe um grande constrangimento.Na reunião da CPI marcada para a manhã desta quarta-feira, o presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Jorge Matoso, poderá ser convocado a depor para explicar a violação do sigilo do caseiro. Palocci pode ser convocado por causa das suspeitas que pesam sobre seu ministério, ao qual a CEF é vinculada administrativamente.Além disso, Palocci pode ter de responder aos depoimentos que o contradizem sobre sua presença na casa do Lago Sul de Brasília, alugada por seus ex-assessores Vladimir Poleto e Rogério Buratti. Ali, segundo o caseiro, eram feitas reuniões em que assessores e colaboradores de Palocci faziam tráfico de influência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.