CPI acha gasto de ex-ministro em hotel de luxo de SP

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) mista dos Cartões iniciou a checagem das centenas de caixas de documentos remetidas pelo governo nos últimos dias. E começou pelas despesas dos ministros do governo Luiz Inácio Lula da Silva. Parlamentares de oposição localizaram ontem, por exemplo, um gasto de R$ 1,4 mil realizado pelo atual deputado Eunício Oliveira (PMDB-CE) quando ocupava o cargo de ministro das Comunicações. Trata-se de um pernoite no Hotel Unique, um dos mais luxuosos de São Paulo. O ministro hospedou-se no hotel de 17 para 18 de novembro de 2004. De acordo com a nota fiscal, o Ministério das Comunicações pagou R$ 1.250 pela diária, R$ 60 pelo café da manhã e R$ 15 de consumo no minibar do apartamento ocupado pelo ministro. De acordo com os documentos, Eunício foi acompanhado de um assessor, cujas despesas somaram R$ 632,95.?Fui a São Paulo para a abertura de um congresso. Foi o único gasto que dei ao ministério com hospedagem nos mais de dois anos em que ocupei a pasta. Sempre ia e voltava no mesmo dia para evitar despesas?, declarou Eunício. A prestação de contas traz a justificativa: ?Viagem a serviço para tratar de assuntos de interesse deste ministério.? As normas permitem que as despesas de ministros, quando em vigem a trabalho, sejam pagas pela administração. Não há limite para os gastos. No caso de Eunício Oliveira, chamou a atenção de integrantes da CPI o preço do hotel escolhido. O extrato do cartão corporativo da ex-ministra Matilde Ribeiro, da Igualdade Racial, por exemplo, mostra despesas com hospedagem em torno de R$ 600. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.