Covas visita obras, voa de helicóptero e dá broncas

O governador licenciado Mário Covas fez nesta terça-feira três coisas de que gosta muito. Passou quatro horas visitando obras, teve contato direto com a população e deu broncas nos assessores.Usando um chapéu semelhante ao do herói das telas Indiana Jones, Covas visitou o projeto de reurbanização da Favela México 70, em São Vicente, um conjunto habitacional em Itapecirica da Serra, sobrevoou a marginal da Rodovia Castello Branco e só não foi ver mais obras em Suzano porque o mau tempo impediu que o helicóptero que o transportava continuasse o vôo. "Ele estava de bom humor e se emocionou com o carinho das pessoas", relatou o secretário de Comunicação, Oswaldo Martins. A população também reagiu com emoção.Ansioso para iniciar o passeio, Covas chegou ao heliporto do Palácio dos Bandeirantes antes do horário previsto. O helicóptero ainda não tinha chegado. E veio a primeira bronca no chefe da Casa Militar, coronel Olavo Sant´Anna. Além de Martins, Covas estava acompanhado da filha Renata e do secretário-adjunto da Casa Civil, Sebastião Farias, o Tião.Embora na quinta-feira esteja prevista a terceira aplicação de quimioterapia, Covas já manifestou a intenção de participar da inauguração da marginal da Castello. "Se depender do governador ele sai todo dia", disse Martins. "Mas essa decisão cabe aos médicos e à família".Covas retornou às 17h30. Meia hora depois, a primeira-dama, dona Lila, fez um curto passeio pelos jardins do Palácio, acompanhada pela cocker spaniel Cooki, cor de mel. "Ela não mora aqui, está passando férias", contou dona Lila. "Ela é muito esperta, só falta falar". A cadela fica na casa de praia da família em Bertioga.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.