ALEX SILVA/ESTADAO
ALEX SILVA/ESTADAO

Covas troca chefe da Casa Civil e faz reforma de secretariado para as eleições

Com mandato de vereador, João Jorge volta à Câmara e inicia movimento que deve trocar ao menos mais três nomes; aliado tucano assume posto

Pedro Venceslau, Bruno Ribeiro e Cecília Ramos, O Estado de S. Paulo

16 de setembro de 2019 | 19h37

Correções: 17/09/2019 | 18h00

SÃO PAULO - O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), trocou seu secretário da Casa Civil para liberar o atual titular do cargo, João Jorge, vereador eleito, a voltar para a Câmara Municipal. Quem assume a pasta é Orlando Lindório de Faria, tucano do grupo político de Covas, ex-membro da Juventude do partido. 

A troca é a primeira de ao menos outras três substituições que devem ocorrer a partir deste mês. Os secretários Daniel Annenberg (Inovação e Tecnologia), Carlos Bezerra (Esportes e Lazer) e Aline Cardoso (Trabalho) também deixarão a Prefeitura. Annenbeg e Aline já têm mandato de vereador e devem voltar ao Legislativo. Bezerra deve disputar vaga na Câmara no ano que vem e terá de deixar a administração para concorrer.

A ideia é que esses parlamentares tenham tempo de atuar como vereadores antes das eleições municipais, marcadas para outubro do ano que vem. Todos devem disputar a reeleição.

A reforma administrativa do prefeito, de olho na disputa eleitoral de 2020, foi antecipada pela coluna Direto da Fonte

Correções
17/09/2019 | 18h00

Este texto informava incorretamente que Carlos Bezerra também é vereador eleito. O texto foi corrigido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.