Covas recebe três secretários

O governador licenciado de São Paulo, Mário Covas (PSDB), recebeu hoje pela manhã, no gabinete no Palácio dos Bandeirantes, três secretários. O primeiro foi a secretária de Educação, Rose Neubauer, com quem ficou por cerca de 30 minutos. Covas pediu detalhes sobre o bônus que será pago aos professores. O valor varia entre 700 reais e R$ 3 mil e é proporcional ao salário e à assiduidade do funcionário. Na sexta-feira, haverá uma cerimonia no Palácio dos Bandeirantes para a entrega simbólica do cheque. Segundo a assessoria do governo, ainda não está definida a presença de Covas na solenidade.Também na parte da manhã, antes do almoço, Covas reuniu-se com os secretários de Segurança Pública, Marco Vinício Petrelluzzi, e de Administração Penitenciária, Nagashi Furokawa. Os dois secretários estiveram antes com o governador em exercício, Geraldo Alckmin (PSDB), para apresentar o cronograma de investimentos de 2001. Não há informação sobre o que Covas discutiu com os dois secretários. Mas, como Covas fez algumas anotações no clipping de fim de semana, é bem provável que ele tenha pedido explicações sobre o seqüestro de parentes do diretor da Penitenciária de Araraquara, no interior do Estado, ocorrido no sábado. Foram seqüestrados sete familiares dele e mantidos reféns até a troca por cinco assaltantes de banco, que estavam presos em Araraquara.Ao contrário do que foi informado anteriormente, não haverá uma reunião do secretariado no Palácio dos Bandeirantes. Desde o pedido de afastamento de Covas, Alckmin tem recebido individualmente os secretários, numa média de seis por dia, para despachos administrativos e tratar do cronograma de investimentos de cada secretaria no exercício de 2001. Pela manhã, Alckmin também recebeu o secretário-chefe da Casa Civil, João Caramez, e o secretário da Fazenda, Fernando Dall´Acqua. Este último acompanha todas as reuniões com secretários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.