Cotado por Lula, Ciro diz que base precisa de juízo

Apontado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva como um dos possíveis candidatos à sua sucessão, o deputado Ciro Gomes (PSB-CE) reagiu ontem com uma frase curta: ''''O que devemos fazer hoje é ter muito juízo.'''' Isso significa, segundo ele, ''''não colocar candidaturas precocemente e nem vetar candidaturas''''. Seu nome foi mencionado por Lula na entrevista que deu ao Estado, no domingo.Em visita ao Recife, o deputado observou, porém, que se os governadores tucanos José Serra e Aécio Neves se unirem, estarão representando forças ''''potencialmente favoritas'''' em 2010. Trata-se de uma aliança improvável, avaliou, mas possível de ocorrer. ''''Eles estariam reunindo as mesmas forças que estavam reunidas antes da Revolução de 30'''', afirmou, em entrevista no Palácio do Campo das Princesas, ao lado do governador e presidente do seu partido, Eduardo Campos.Ciro disse desejar que o presidente Lula ''''acerte muito mais do que erre''''. Ele destacou que o presidente protege interesses nacionais e atua em favor dos excluídos. Reconheceu, no entanto, que ainda há muito por fazer. Para garantir um mínimo de dignidade aos pobres e em relação à saúde, educação e segurança. ''''Só faz isso quem tem um compromisso de vida como Lula'''', afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.