Celso Junior/AE - 21/06/2011
Celso Junior/AE - 21/06/2011

Cotado para pasta das Cidades, Fortes diz estar satisfeito na APO

Reforma ministerial da Dilma Rousseff vai começar a partir da semana que vem; 'Estado' revelou que presidente deve substituir Mário Negromonte por outro nome indicado pelo PP

Rafael Moraes Moura, de O Estado de S.Paulo

18 de janeiro de 2012 | 16h41

BRASÍLIA - O presidente da Autoridade Pública Olímpica (APO), Márcio Fortes, disse nesta quarta-feira, 18, estar satisfeito com as atuais funções assumidas, apesar do seu nome estar cotado para retornar ao Ministério das Cidades. Questionado se voltaria para a pasta, respondeu: "Eu cumpro ordens da presidente".

 

Conforme informou o jornal O Estado de S.Paulo nesta quarta-feira, a reforma ministerial da presidente Dilma Rousseff vai se resumir a mudanças pontuais - entre elas, a saída de Fernando Haddad, que deve ser substituído por Aloizio Mercadante no Ministério da Educação, e a troca de comando no Ministério das Cidades, que deve continuar sob domínio do PP.

 

A troca nas Cidades é vista mais como imposição do PP do que como vontade própria de Dilma Rousseff. Márcio Fortes é o nome de preferência de Dilma para substituir o atual titular da pasta, Mário Negromonte.

 

"Vocês que estão inventando. Ninguém falou comigo (sobre a troca de cargo)", disse Fortes à imprensa, ao chegar ao Palácio do Planalto. O presidente da APO disse que compareceu ao Planalto para tratar com uma equipe técnica dos projetos dos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.