Costa vai disputar Senado pelo PT de Pernambuco

Anúncio da candidatura do ex-ministro da Saúde foi feito pelo presidente nacional do partido

Angela Lacerda, especial para O Estado de S.Paulo

18 de abril de 2010 | 15h08

O ex-ministro da Saúde, Humberto Costa, é o pré-candidato do PT ao Senado por Pernambuco. O anúncio foi feito hoje pelo presidente nacional do partido, José Eduardo Dutra. Costa e Dutra destacaram o gesto de desprendimento do ex-prefeito do Recife, João Paulo Lima e Silva, que também disputava a indicação e renunciou à postulação.  Veja também:

link Candidatura de Ciro se segura cada vez mais no Nordeste

link Pesquisa mostra Serra com 10 pontos de vantagem sobre Dilma

link Site do PMDB sofre duas invasões em menos de 24 horas

Presente à entrevista coletiva, quando foi anunciado o nome de Humberto, João Paulo resumiu: "Quando sou general, comando, quando sou soldado, obedeço". Com a retirada do seu nome, foi evitada a realização de prévias internas, o que o PT queria evitar. José Eduardo chegou ao Recife na noite de ontem (17) e manteve conversações com Humberto e João Paulo visando a um entendimento.

Pesou para a decisão uma pesquisa interna encomendada pelo PT - não divulgada - que mostrou Humberto com uma ligeira diferença sobre João Paulo. Até o início do ano, as pesquisas indicavam João Paulo com maior densidade eleitoral. Para o ex-prefeito, o "empate técnico" se deveu ao "recall" da absolvição de Humberto Costa, por unanimidade, pelo Tribunal Regional Federal (TRF-5. Região), no dia 24 de março, inocentando-o de envolvimento na chamada Máfia dos Vampiros - esquema fraudulento de superfaturamento nos preços de hemoderivados.

A absolvição deu novo fôlego a Humberto, que era também o preferido dentro do partido. "Com a absolvição passei a reunir condições políticas e eleitorais", afirmou Humberto, que vai se empenhar em conseguir a unidade do partido. "Sempre que marchamos juntos conseguimos grandes resultados".

A escolha foi comunicada por Dutra ao governador Eduardo Campos (PSB) e à pré-candidata à presidência da República pelo PT, Dilma Rousseff. João Paulo será candidato a deputado federal.

Humberto e o deputado federal Armando Monteiro Neto (PTB) vão disputar o Senado na coligação que apoia a reeleição do governador pernambucano, que é também presidente nacional do PSB. Pela oposição, devem disputar o Senado - Pernambuco tem duas vagas - os senadores Marco Maciel (DEM) e Sérgio Guerra (PSDB).

Tudo o que sabemos sobre:
EleiçõesSenadoPT

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.