Costa prevê menos casos de dengue em 2003

O número de casos de dengue deve diminuir em 2003, segundo previsão do ministro da Saúde, Humberto Costa, que participou hoje da primeira reunião do Programa Nacional de Controle da Dengue, em Salvador, junto com secretários de saúde de estados e municípios nordestinos, além de técnicos do setor.Segundo Costa, o conjunto de ações efetivadas a partir de junho do ano passado pelo Ministério da Saúde, aliado a condições climáticas favoráveis, devem levar à diminuição da incidência da doença nos próximos meses. Cerca de R$ 82 milhões foram gastos no combate à dengue em 2002 e existem recursos similares para 2003. No ano passado a região Sudeste liderou os casos de dengue, com 377.194 registros, e a região Nordeste ficou em segundo lugar com 297.728 infectados.Uma das medidas anunciadas por Costa é o acompanhamento semanal de 650 cidades consideradas de quadro mais complexo para o controle da doença. A campanha nacional de combate à dengue será reiniciada na próxima semana nos meios de comunicação. "Pensamos até, se for necessário, em criar um segundo dia nacional de mobilização do combate à dengue", disse, cobrando dos secretários de saúde o cumprimento das metas estabelecidas pelo ministério e rigor no registro dos casos para permitir uma maior eficiência no combate. De um modo geral, o Ministério da Saúde pretende aperfeiçoar os programas já existentes, melhorando a educação básica da população em relação à eliminação dos focos do mosquito e mantendo o sistema de vigilância constante dos agentes de saúde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.