Costa nega fuga de partidos contrários à candidatura

Prestigiado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a quem acompanhou durante visita a cidades mineiras hoje, o pré-candidato ao governo de Minas Gerais e ex-ministro Hélio Costa (PMDB) minimizou a debandada de partidos pequenos após a decisão do PT mineiro de apoiá-lo e assim não ter candidato próprio. Entre esses partidos está o PRB do vice-presidente da República, José Alencar, que apoiará o pré-candidato do PSDB, o governador Antonio Anastasia. "Não existe debandada de partidos. Só vamos ter certeza de quem está de que lado depois das convenções", disse o ex-ministro das Comunicações.

GUSTAVO PORTO, Agência Estado

14 de junho de 2010 | 18h06

Costa negou haver aresta a ser aparada entre PT e PMDB em Minas Gerais, evitou comentar as brigas internas do PT mineiro e afirmou: "Houve uma decisão dentro do partido, que foi aprovada por unanimidade pela Executiva do PT."

Durante cerimônia de entrega de obras rodoviárias em Uberlândia, o pré-candidato foi aplaudido e chamado várias vezes de "governador" pelas cerca de 2 mil pessoas presentes.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçãoMGHélio Costaapoio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.