Costa: eleição de BH é 'bom exercício' sobre 2010

Após um encontro com o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), o ministro das Comunicações, Hélio Costa, disse hoje que a eleição em Belo Horizonte é "um bom exercício mental sobre o que vai acontecer em 2010". Para Costa, a ampliação da aliança costurada por Aécio e pelo prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel (PT), será fundamental para que Minas volte ao cenário nacional de forma "expressiva". Foi um recado para o governador mineiro, cotado como presidenciável em 2010. "Temos uma esperança muito grande de que Minas possa voltar ao cenário nacional de uma forma expressiva", afirmou o ministro. "O primeiro sinal de que você tem condições de participar de um evento nacional é você estar unido no seu próprio Estado. Porque se você já sai daqui dividido, é evidente que não tem como prosperar nenhuma proposta onde você, no seu Estado, na sua base, já está dividido". O presidente Luiz Inácio Lula da Silva já solicitou a Pimentel que busque integrar na coligação entre petistas e tucanos o PMDB, de Costa, e o PRB, do vice-presidente José Alencar, que reclamaram do fato de terem sido alijados das discussões. A Executiva Nacional do PT fez o mesmo pedido e determinou que o diretório de Belo Horizonte adie para o dia 27 de abril a decisão de formalizar a aliança com o PSDB. "Queremos a respeitabilidade de o PMDB ser ouvido. O PMDB é um partido importante no cenário nacional, ele representa uma estrutura de apoio importante para o presidente da República", disse o ministro, que chegou a patrocinar o lançamento de dois pré-candidatos peemedebistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.