Corrupção no setor de água ameaça vidas, diz estudo

A corrupção está tornando a água maiscara em alguns países em desenvolvimento do que em cidades comoNova York, Londres ou Roma e ameaça a sobrevivência de bilhõesde pessoas, afirmou nesta quarta-feira a ONG TransparênciaInternacional, que tem sua sede em Berlim.

ERIK KIRSCHBAUM, REUTERS

25 de junho de 2008 | 14h04

Em seu mais recente relatório mundial sobre a corrupção,divulgado nesta quarta-feira em Berlim e Nova York, aorganização não-governamental (ONG) informa ter descoberto quesubornos, corrupção e outros delitos são as principais razõespara a "crise mundial da água" que está acelerando o ritmo dadegradação ambiental.

O relatório assinala que a corrupção no setor deabastecimento de água varia de pequenos subornos na entrega doproduto até o desvio de recursos destinados à irrigação eenergia hidrelétrica.

Tal corrupção, encontrada tanto em países ricos comopobres, ameaça exacerbar a escassez mundial de alimentos.

"A corrupção no setor de água põe em risco a vida e osustento de bilhões de pessoas", diz o relatório daTransparência Internacional.

"O desencadeamento de mudanças climáticas e a sobrecargacada vez maior dos suprimentos de água no mundo tornam a lutacontra a corrupção no setor mais urgente do que nunca."

A presidente da TI, Huguette Labelle, disse que é essencialsuperar a corrupção no setor.

"Em todo o mundo há anúncios de investimentos grandes emirrigação para combater a crise alimentar. Escassez de águasignifica escassez de alimentos e se a corrupção na irrigaçãotambém não for combatida estes esforços não vão darresultados", disse Labelle.

Definindo o relatório como o primeiro a estudar o impactoda corrupção no setor de água, a TI afirmou que 1,2 bilhão depessoas não têm acesso garantido à água e 2,6 bilhão não têmserviços de saneamento adequado.

Terras irrigadas ajudam a produzir 40 por cento dosuprimento mundial de alimentos, mas a corrupção em irrigação édesenfreada", destacou a TI.

Segundo o relatório, na Índia a corrupção eleva em 25 porcento o custo dos contratos de irrigação. Em outros países, acorrupção pode elevar em até 30 por cento o custo de conectarresidências à rede de abastecimento de água.

"A corrupção tira investimentos do setor, aumenta preços ereduz os suprimentos de água. Um resultado é que residênciaspobres em Jacarta, Lima, Nairóbi ou Manila gastam mais com águado que moradores de Nova York, Londres ou Roma."

Tudo o que sabemos sobre:
GERALCORRUPCAOTRANSPARENCIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.