Corrupção ameaça democracia, alerta CNBB

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil divulgou ontem nota na qual manifesta indignação diante das "repetidas acusações de corrupção" na área pública. "A corrupção e a decorrente impunidade constituem grandes ameaças ao sistema democrático", alerta a nota.O texto é assinado é pela cúpula da CNBB, formada pelos bispos d. Geraldo Lyrio Rocha, presidente, d. Luiz Soares Vieira, vice-presidente, e d. Dimas Lara Barbosa, secretário-geral. Eles afirmam que a repetição das denúncias leva a população a desacreditar não só dos políticos, mas também das instituições."A corrupção trai a justiça e a ética social, compromete o funcionamento do Estado, decepciona e afasta o povo da participação política, levando-o ao desprezo, perplexidade, cansaço, revolta e ao descrédito generalizado, não somente pelos políticos, mas também pelas instituições públicas", diz a nota.Os bispos também observam que o desvio de recursos enfraquece as políticas sociais: "A corrupção aumenta o fosso das desigualdades sociais, como também a miséria, a fome e a pobreza."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.