Fernando Bizerra Jr./EFE
Fernando Bizerra Jr./EFE

Correntes do PT pedem saída de Mercadante da Casa Civil

Nas entrelinhas, texto da 'Mensagem ao Partido' exige também a demissão de Joaquim Levy da Fazenda

Ricardo Galhardo, O Estado de S.Paulo

17 de setembro de 2015 | 02h05

Correntes da esquerda petista devem apresentar nesta quinta-feira, na reunião da Executiva Nacional do partido, um texto que pede mudanças imediatas na política econômica e na condução política do governo federal.

Nas entrelinhas, o texto representa um pedido para que a presidente Dilma Rousseff demita os ministros da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e da Fazenda, Joaquim Levy.

Quem articula apoio ao texto é a corrente Mensagem ao Partido, a segunda maior do PT - que busca apoio de grupos menores como o Avante, EPS e setores da corrente majoritária Construindo um Novo Brasil (CNB), ligados ao movimento sindical e que estão descontentes com o pacote de ajuste fiscal anunciado pelo governo.

Fora. No PT, Mercadante é visto como carta fora do baralho. O partido debita na conta do ministro a vulnerabilidade política de Dilma no Congresso e calculam que o anúncio de sua saída deve ser feito até terça-feira, quando a presidente deve revelar os cortes no ministério e a nova configuração do governo.

Tudo o que sabemos sobre:
aloizio mercadantePTCasa Civil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.