Corrente petista faz ato pró Haddad amanhã

O ministro da Educação, Fernando Haddad, participará amanhã de ato da corrente Mensagem ao Partido em favor da sua pré-candidatura à Prefeitura de São Paulo. A corrente petista, da qual Haddad faz parte, só tem um representante na Câmara de São Paulo, o vereador Carlos Neder, mas deve contar no evento com a presença do ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, do líder do PT na Câmara dos Deputados, Paulo Teixeira, da deputada federal Janete Pietá e do deputado estadual Simão Pedro. O ato pró Haddad está marcado para as 9h30 no Sindicato dos Engenheiros de São Paulo, na região central da cidade.

DAIENE CARDOSO E FAUSTO MACEDO, Agência Estado

07 de outubro de 2011 | 18h53

Cardozo, um dos fortes cabos eleitorais de Haddad, vai defender no evento a busca de acordo para evitar as prévias, marcadas inicialmente para o fim de novembro. "Acho possível que construamos uma candidatura única, seria muito bom para o PT se tivéssemos uma candidatura única. Dentro deste processo, que exige uma maturidade política grande, o melhor seria avaliar qual deles seria deslocado para esta tarefa (de ser o candidato do PT) e nos unificarmos na construção desta candidatura", disse o ministro à Agência Estado.

Embora não veja no momento uma perspectiva de acordo entre os senadores Eduardo e Marta Suplicy, e os deputados federais Jilmar Tatto e Carlos Zarattini para retirar suas pré-candidaturas, Cardozo afirma que ainda há espaço para negociação."Se pudermos evitá-las (as prévias), seria melhor para o partido", insistiu.

Empolgado com a possibilidade de indicação de Haddad, Cardozo diz que pretende trabalhar na campanha em suas horas vagas. Na opinião do ministro, o favorito do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vem conquistando a militância petista e hoje "reúne totais condições de ganhar a eleição". Perguntado sobre a inexperiência de Haddad em disputas eleitorais, Cardozo comparou a candidatura de Haddad à da presidente Dilma Rousseff em 2010. "No Brasil os marinheiros de primeira viagem costumam ser bem-sucedidos. Há vários exemplos que podemos mencionar", disse.

Há uma semana, Fernando Haddad conquistou o apoio da corrente Novo Rumo, a maior do diretório municipal. Com este apoio, o pré-candidato passou a contar com 7 dos 11 vereadores da bancada petista na Câmara.

Tudo o que sabemos sobre:
PTatoHaddad

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.