Corrente elétrica interna teria causado explosão em Alcântara

A principal causa do acidente com o Veículo Lançador de Satélite (VLS), ocorrido dia 22 de agosto em Alcântara (MA), matando 21 pessoas, foi uma corrente elétrica que partiu de dentro do foguete, afirmou hoje o diretor do Centro Técnico Aeroespacial, Thiago Ribeiro. ?Agora a principal dúvida é de onde teria partido essa corrente elétrica?, afirmou. A informação ainda é parcial, já que os trabalhos da comissão investigadora foram prorrogados por mais 30 dias.Um fato que pode contribuir com o problema era a presença de cinco funcionários, que, no momento do incêndio, trabalhavam no segundo estágio do foguete com eletricidade. A comissão investiga se a energia enviada a um dos motores teria partido do motor central. ?Ainda estamos investigando para saber se houve relação entre a energização do motor central com a corrente elétrica?.Para os técnicos, a possibilidade de sabotagem foi praticamente descartada. ?Não há indícios que apontem para este lado, já que as câmeras comprovaram que não havia ninguém na Base de Alcântara, nem próxima dela?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.