Correligionários se reúnem em frente à TV Rondônia

Centenas de correligionários se reuniram em frente à sede da TV Rondônia, sede da filial da Rede Globo em Porto Velho, durante o ultimo debate governo. Os seis candidatos ao governo do estado responderam a temas variados. Obras de infraestrutura foram principais alvos de críticas tanto do atual governador em relação à prefeitura de Porto Velho, do PT, quanto dos candidatos da oposição em relação a obras estaduais.

Agência Estado

29 de setembro de 2010 | 00h48

O atual governador João Cahulla, do PPS, principal colocado na última pesquisa Ibope e candidato à reeleição, foi o mais criticado. Já no primeiro bloco, o candidato do PT, Eduardo Valverde, questionou a paralisação de obra do Hospital Regional de Cacoal, um dos maiores municípios. A situação da obra foi mostrada pela equipe do JN no AR, da Rede Globo, recentemente.

Em resposta, Cahulla criticou a paralisação de várias obras na Capital, entre elas os viadutos, de responsabilidade da prefeitura. Confúcio Moura, do PMDB, também foi alvo de questionamentos sobre sua administração no município de Ariquemes, onde foi prefeito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.