Correio tenta aumentar segurança

A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) vai ampliar, para todo o País, seus equipamentos de detecção de drogas e explosivos em encomendas com o objetivo de aumentar a segurança do serviço postal. Para isso, os correios estão adquirindo novos aparelhos de raios-X e expectrômetros de massa (que detectam micropartículas de drogas nas encomendas).Os novos equipamentos serão também utilizados pelos correios para avaliar o conteúdo de remessas enviadas aos presídios brasileiros. A apresentação dos novos equipamentos será feita pelo chefe do Departamento de Inspetoria Geral dos Correios, José Carlos Pereira Oviedo, na segunda-feira, no Terminal de Cargas do Aeroporto Internacional de Brasília, onde irá informar sobre as novas aquisições e sobre o projeto de atingir presídios de todo o País.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.