Corregedor fará triagem de deputados listados pela PF

A Corregedoria da Câmara está fazendo uma triagem na lista enviada pela Polícia Federal com o nome de deputados que poderiam estar envolvidos no escândalo dos desvio de dinheiro do Orçamento para a compra super-faturada de ambulâncias. O corregedor, deputado Ciro Nogueira (PP-PI), disse, depois de ter se reunido com o presidente da Câmara, Aldo Rebelo, e com a assessoria jurídica da Corregedoria, que esta triagem vai separar os nomes dos deputados sobre os quais há indícios e os que foram apenas citados por terem apresentado emenda ao orçamento. A pedido do corregedor, a mesa da Câmara vai se reunir amanhã para decidir o procedimento que adotará com relação aos nomes. Segundo Nogueira, quando não houver indício de envolvimento, o caso será arquivado. Já no caso dos parlamentares que apresentarem indícios de envolvimento, seus nomes serão encaminhados a uma comissão de sindicância para apurar eventual irregularidade. "Vamos saber se existem indícios. O deputado que recebeu dinheiro para colocar emenda no orçamento, tem de ser sumariamente cassado", afirmou o corregedor. Para concluir esta triagem ainda hoje à noite, a corregedoria recebeu reforço de três assessores jurídicos. O corregedor afirmou que o relatório enviado pela Polícia Federal é superficial e citou que no próprio texto afirma que os nomes ali citados não estão necessariamente envolvidos em irregularidades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.