Corregedor é afastado no AM

O Conselho Nacional de Justiça afastou ontem o corregedor-geral de Justiça do Amazonas, desembargador Jovaldo dos Santos Aguiar, até a conclusão de processo administrativo. Desde a criação do CNJ, em 2005, é a primeira vez que um corregedor é afastado do cargo e processado.Segundo o CNJ, o desembargador não poderá ser aposentado durante o processo. Sua aposentadoria estava prevista para 2010.Em fevereiro, o CNJ constatou ao menos 39 procedimentos disciplinares contra juízes e desembargadores em tramitação no Tribunal de Justiça do Estado, dos quais 16 estariam "indevidamente paralisados" na mesa de Aguiar. O Estado entrou em contato com a assessoria do TJ, mas não obteve retorno.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.