Correção: Serraglio citou Dantas em relatório de CPI

A nota enviada anteriormente contém um erro. O deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR) foi relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Correios no Congresso, e não do Mensalão. Segue o texto corrigido: Relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Correios no Congresso, o deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), disse que ficou surpreso com a prisão de Daniel Dantas, sócio-fundador do Grupo Opportunity, durante a Operação Satiagraha, deflagrada hoje pela Polícia Federal. Serraglio afirmou que no relatório final da CPI já incluiu elementos que indicavam supostas irregularidades cometidas por Dantas dentro do chamado esquema do valerioduto - repasses de recursos a parlamentares e integrantes do governo e de empresas privadas em troca da liberação de recursos federais - montado pelo empresário Marcos Valério de Souza."Não esperava que ele fosse preso pela sua importância, mas o Ministério Público e a Polícia Federal são distantes desses embates políticos que muitas vezes envolveram Daniel Dantas. Para eles, é doa a quem doer, mesmo que seja uma pessoa como Daniel Dantas", disse. "Na CPI, já tínhamos verificado vários elementos que indicavam seu envolvimento com o valerioduto. O Ministério Público deu seqüência a essas investigações e esse resultado está aparecendo agora", afirmou o deputado, atualmente primeiro-secretário da Câmara.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.