Correção: Marina insinua que Receita boicota rede

A nota anterior foi enviada com o título trocado. O correto é ''Após encontro com Alves, pastor cancela viagem à Bolívia'' e não ''Marina insinua que Receita boicota rede''. Segue matéria corrigida.

AE, Agência Estado

05 Abril 2013 | 12h50

Depois de falar, na quinta-feira (04), com o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), o deputado Marco Feliciano (PSC-SP) suspendeu a viagem que faria a Oruro, na Bolívia, onde visitaria os 12 torcedores do Corinthians que estão presos naquela cidade.

Presidente da Comissão de Direitos Humanos, Feliciano aprovou, na quarta-feira, requerimento para fazer a viagem. De acordo com a assessoria do deputado, a viagem foi cancelada porque um avião da FAB já levaria um grupo de deputados até Oruro.

Nos bastidores, porém, a informação é de que o presidente da Câmara disse a Feliciano, "delicadamente", que ele não deveria fazer a viagem. As despesas dos presidentes de comissão têm de ser autorizadas pelo presidente da Casa. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Mais conteúdo sobre:
MarinaRedeFelicianoBolívia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.