Correção: Alencar já caminha pelo quarto, diz assessor

A nota enviada anteriormente contém um erro. O vice-presidente da República, José Alencar, recebeu um telefonema, e não dois, do presidente Lula nesta manhã. Segue o texto corrigido:

CAROLINA FREITAS, Agencia Estado

13 de julho de 2009 | 14h36

O vice-presidente da República, José Alencar, recebeu na manhã de hoje um telefonema do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que queria saber de seu estado de saúde. Alencar está internado desde a quinta-feira no Hospital Sírio Libanês, na capital paulista, onde foi submetido à 14ª cirurgia para tratamento de câncer. De acordo com o chefe de gabinete da Vice-Presidência, Adriano Silva, Alencar está bem disposto, já caminha pelo quarto e faz fisioterapia. Ele foi examinado de manhã e passa bem.

José Alencar recebe soro intravenoso, pois não pode se alimentar até a cicatrização da cirurgia no intestino, de onde foram retirados dez tumores. Silva contou que o vice-presidente está sem dor, não recebe remédios analgésicos, mantém o bom humor e a disposição habituais e fala frequentemente em voltar ao trabalho. Ainda pela manhã, o vice-presidente leu os jornais e comentou as notícias. No quarto onde está internado no Sírio-Libanês, ele está acompanhado pela esposa Marisa e deve receber visita de duas filhas hoje.

De acordo com o chefe de gabinete, Alencar será homenageado pela Associação Comercial do Rio de Janeiro, em cerimônia agendada para a quarta-feira, e quer estar presente ao evento. Representantes da entidade telefonaram para o assessor para saber da necessidade de adiar a homenagem para poder contar com a presença do vice-presidente da República. Alencar, porém, disse que estará lá no dia marcado. "Ele quer porque quer sair do hospital e ir para lá", contou Silva.

Tudo o que sabemos sobre:
Alencarsaúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.