Correa e Lula assinam acordo para exploração de petróleo

A Petrobras e a estatal equatoriana Petroecuador assinaram, nesta quarta-feira, 4, o primeiro acordo bilateral da viagem do presidente equatoriano, Rafael Correa, ao Brasil. As duas empresas protocolaram memorando de entendimento para o desenvolvimento dos campos de Ishpingo-Tiputini-Tambococha (ITT), localizados no parque nacional Yasuni.Os campos de ITT ficam próximos do Bloco 31, no qual a Petrobras já produz. A estatal chilena Empresa Nacional de Petróleo (Enap) e a SIPC, unidade da chinesa Sinopec, também participarão do projeto, segundo a Petrobras. O memorando foi assinado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e por seu colega Rafael Correa, além dos presidentes da Petrobras e da Petroecuador.A estatal equatoriana fornecerá informações ambientais, sociais e econômicas sobre os campos, enquanto as outras três companhias apresentarão proposta conjunta para comprovar as reservas e desenvolvê-las.De acordo com informações da Dow Jones, a Petrobras e a Petroecuador também assinaram memorando para o desenvolvimento de atividades de biodiesel no Equador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.