Corpos devem ser liberados do IML hoje

O governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou ontem à noite que os trabalhos de identificação dos restos mortais das sete vítimas do acidente com o jato Cessna podem ser concluídos por volta de 14h de hoje. Se isso se confirmar, os corpos serão liberados no final da tarde. "Essa é a expectativa. Mas vamos saber amanhã (hoje) cedo", disse.

RAFAEL ITALIANI, LUIZ FERNANDO TOLEDO, Estadão Conteúdo

16 de agosto de 2014 | 09h05

Segundo Alckmin, a equipe do Instituto Médico Legal (IML) vai passar a noite confrontando as amostras genéticas das vítimas. De acordo com o governador de Pernambuco, João Lyra Neto (PSB), que acompanhou ontem em São Paulo os trabalhos de identificação, os restos mortais de Campos devem ser embarcados para o Recife às 17h, na base aérea de Guarulhos.

No fim da manhã de ontem, a Secretaria de Estado de Segurança Pública divulgou uma nota informando que a equipe do IML, formada por 50 profissionais, fazia os exames de DNA dos restos mortais. Os primeiros exames devem ficar prontos na manhã de hoje. A partir desta etapa, a equipe terá um perfil genético dos restos mortais para comparar com as informações genéticas dos parentes das vítimas, para então conseguir identificar os mortos.

Segundo a pasta, cinco caminhões vieram de Santos transportando os restos mortais. Ontem à tarde o secretário estadual de Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, esteve no IML.

Liberação. Conforme os corpos forem sendo identificados, atestados de óbito serão emitidos e as vítimas liberadas para o velório. A família de Eduardo Campos quer que todos saiam do IML ao mesmo tempo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Mais conteúdo sobre:
acidenteEduardo CamposIML

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.