Corpo do jornalista Ruy Mesquita é sepultado em SP

O corpo do jornalista Ruy Mesquita, diretor do jornal O Estado de S. Paulo, foi sepultado às 15h25 desta quarta-feira, 22, no Cemitério da Consolação, no centro de São Paulo. "Dr. Ruy", como era conhecido na redação, morreu nessa terça-feira, 21, às 20h40, aos 88 anos. Ele foi internado no dia 25 de abril no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Um câncer na base da língua havia sido diagnosticado no mesmo mês. A cerimônia de sepultamento terminou às 15h45, com uma salva de palmas.

Agência Estado

22 de maio de 2013 | 19h33

Autoridades, políticos, economistas, empresários, jornalistas e amigos prestaram as últimas homenagens durante o velório, realizado na casa da família, no bairro do Pacaembu. Um cortejo, acompanhado por ao menos 20 carros, deixou a residência às 14h50, após uma missa.

Ruy Mesquita foi lembrado como um homem firme a seus ideais e que lutou pela liberdade do País e como um jornalista que não admitia erros de informação e acreditava na função política do jornal. Ele foi celebrado pelos seus editoriais, que foram "um norte para a economia e a política do País", nas palavras do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

Tudo o que sabemos sobre:
Ruy Mesquitaenterro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.