Corpo de padre segue para Nicarágua nesta segunda-feira

O corpo do padre nicaragüense William Gonzáles, que morreu durante um vôo da Vasp na última quinta-feira, será enviado nesta segunda-feira para Nicarágua, segundo informou neste domingo seu irmão, o padre Reynaldo Gonzáles Carballo. Durante uma missa em homenagem póstuma na paróquia São Pedro, na cidade de Cinelândia, Carballo divulgou uma nota à imprensa na qual nega haver "mistério" em torno do paradeiro do cadáver."Em nenhum momento, pelo motivo do embalsamamento do corpo ou por outros aspectos deste caso, a família quis criar um ambiente de mistério; não temos nada a ocultar", diz a nota, que é assinada por Carballo. Ele, no entanto, não quis dar informações sobre o paradeiro do corpo. Ainda na nota, o padre Carballo afirma que Gonzáles não era "violento, nem teve problemas com álcool ou drogas" ao fazer referência ao tumulto provocado por seu irmão durante o vôo. Ainda nesta segunda-feira, a Polícia Federal deverá se manifestar oficialmente sobre o caso.Na nota, Carballo diz que o silêncio da família sobre o caso deve-se apenas à necessidade de se preservar a "intimidade". "O que julgamos um direito fundamental da pessoa". "A família agradeceria se for respeitada sua dor e sua intimidade", declara Carballo.Colegas e amigos do padre que estiveram presentes na cerimônia evitaram dar entrevistas sobre o caso. Dom Reinaldo Pünder, bispo de Coroatá, cidade maranhense onde vivia Gonzáles, disse apenas que seu colega era um "ótimo padre".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.