Marcos de Paula/AE - 03.07.2011
Marcos de Paula/AE - 03.07.2011

Corpo de Itamar será velado hoje em Belo Horizonte

Cerimônia na capital mineira foi a pedido da família e à noite será realizada cremação; ao menos 30 mil pessoas compareceram ao velório em Juiz de Fora

Agência Estado

04 de julho de 2011 | 07h28

O corpo do ex-presidente e senador Itamar Franco (PPS) será levado na manhã desta segunda-feira, 4, de Juiz de Fora (MG) para o Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, onde também será velado. No final do dia, o corpo será cremado e as cinzas levadas de volta para Juiz de Fora para serem colocadas no túmulo da mãe do ex-presidente.

Devido à falta de condições de voo no aeroporto da Serrinha, em Juiz de Fora (MG), em razão do mau tempo, a transferência do corpo do ex-presidente para Belo Horizonte atrasou em cerca de uma hora. Pouco depois das 9h, o corpo de Itamar foi levado ao Aeroporto da cidade. Ao sair do salão principal da Câmara, carregado por militares das três Forças Armadas e da PM estadual, o corpo do ex-presidente foi saudado pela população, que cantou o Hino Nacional e o hino do Estado de Minas Gerais.

De acordo com a Polícia Militar, mais de 30 mil pessoas foram se despedir de Itamar Franco, durante o velório em Juiz de Fora, onde o político iniciou sua carreira na administração pública e foi prefeito em dois mandatos. 

A Presidência da República decretou luto oficial por sete dias. A presidente Dilma Rousseff colocou à disposição o Palácio do Planalto para a realização das cerimônias, mas segundo amigos de Itamar, a família optou por manter os funerais nas duas cidades que mais marcaram a trajetória do senador. O Planalto confirmou a presença de Dilma no velório em Belo Horizonte na manhã desta segunda.

Itamar Franco, presidente da República de 1992 a 1994, morreu na manhã de sábado, 2, aos 81 anos, em São Paulo, vítima de leucemia. Ele estava internado no Hospital Israelita Albert Einstein desde o dia 21 de maio e permanecia licenciado de suas atividades no Senado. Nos últimos dias, o senador apresentou um quadro de pneumonia grave e foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Nas últimas horas de vida, foi vítima de um acidente vascular cerebral (AVC) e entrou em coma. Segundo o hospital, Itamar morreu por volta das 10h15 da manhã. O corpo foi trasladado de São Paulo para Juiz de Fora num avião da Força Aérea Brasileira (FAB) no início da manhã deste domingo, 3.

Atualizado às 9h32

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.