Corpo da viúva de Médici é sepultado no Rio

O corpo da viúva do ex-presidente Emílio Garrastazu Médici, Scylla Nogueira Médici, foi sepultado no cemitério São João Baptista, em Botafogo, na zona sul do Rio. Ela morreu ontem, aos 95 anos, no Hospital Central do Exército (HCE). "Ela estava ótima, mas teve um pequeno problema vascular, foi internada no HCE e não saiu mais. Tinha 95 anos, foi morte natural", disse o filho Roberto Nogueira Médici.Emílio Garrastazu Médici (1905-1985) governou o País de forma autoritária, de 1969 a 1974, amparado no Ato Institucional N.º 5, decretado em dezembro de 1968. Impôs restrições às liberdades democráticas, como a censura prévia à imprensa e o combate rigoroso aos movimentos estudantis, sindicais e de outras organizações civis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.