Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Corfimada saída do presidente da Eletrobrás; PMDB indicará sucessor

O presidente da Eletrobrás, Luiz Pinguelli Rosa, confirmou hoje à tarde que está deixando o cargo. O novo comandante da estatal de energia deve ser o presidente da Eletronorte, Silas Rondeau, indicado pelo presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), segundo fontes do partido. O PMDB deve ficar ainda com mais uma das diretorias da Eletrobrás: a de Projetos Especiais, ou de Administração, segundo a mesma fonte. A ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff, evitou comentar a saída de Pinguelli. "Não vou falar sobre isso", disse.Além da Eletrobrás, a Petrobras também está sendo usada para satisfazer a base aliada no Congresso. Oficialmente, a Petrobras se nega a comentar o assunto, mas fontes de dentro da empresa confirmam que a principal "cabeça" pedida pelo governo federal é a do diretor de Abastecimento, Rogério Manso. Único a ser mantido pela nova administração petista no cargo, Manso está todo o dia de hoje fechado com o presidente da estatal, José Eduardo Dutra, e o restante da diretoria, discutindo o planejamento estratégico da empresa, que será divulgado em maio, e não quis comentar o assunto. O nome do novo diretor de abastecimento, segundo esta fonte, terá que passar pelo crivo do senador Ney Suassuna (PMDB-PB) e do deputado Delfim Neto (PP-SP).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.