Coréia do Sul quer cooperação longa e abrangente com Brasil

O presidente da Coréia do Sul, Roh Moohyun, ressaltou o interesse de seu país em manter cooperação abrangente e duradoura com o Brasil, em visita que fez ao Congresso Nacional nesta quarta-feira. Em encontro que durou 45 minutos com os presidentes do Senado, José Sarney (PMDB-AP), da Câmara, João Paulo Cunha (PT-SP), e parlamentares, o presidente coreano citou o interesse de seu país no intercâmbio com o Brasil nas áreas de tecnologia, informática, eletrônica, aeroespacial e de energia nuclear. Roh Moohyun ressaltou no encontro com os presidentes do Legislativo que a cooperação também deve se dar na questão social. "Apreciamos muito a promoção da Justiça social, dos direitos humanos, da liberdade e da iniciativa de erradicação da fome e da pobreza", disse o presidente coreano. Moohyun informou que sua comitiva na visita ao Brasil foi integrada por empresários que fizeram acordos com empresas brasileiras. O presidente do Senado presenteou Moohyun com seu livro Saraminda que acaba de ser editado em coreano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.