Coquetéis molotov lançados contra Incra no PR

Três coquetéis molotov foram lançados por volta das 6 horas da manhã desta terça-feira contra a porta da casa de madeira ocupada pelo Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em Cascavel, a cerca de 500 quilômetros de Curitiba, no oeste do Paraná. O incêndio total somente foi evitado porque o guardião percebeu o fogo, deu o primeiro combate e chamou os bombeiros. A Polícia Federal coletou material para tentar identificar os criminosos."Isso nos assustou", disse o chefe da Unidade Avançada do Incra na região, Elio Dalmagro. Segundo ele, na casa estão aproximadamente 100 mil processos e documentos, como escrituras e pedidos de regularização e desapropriação de áreas. "Tivemos a mão de Deus que nos protegeu", afirmou. O fogo chegou a atingir, além da porta, uma primeira sala. O delegado Geraldo Eustáquio, que acompanhou a perícia, disse que aguardará o laudo. "Ainda não ouvimos ninguém."O chefe da unidade do Incra confessou que já lhe passaram pela cabeça diversas hipóteses. Mas ele prefere aguardar as investigações. "Eu não vejo razão porque os movimentos sociais colocariam fogo na casa", afirmou, embora reconheça que a cobrança por reforma agrária tem sido grande por parte dos sem-terra, enquanto, de outro lado, os proprietários rurais têm feito protestos contra as ocupações de terra e não cumprimento de reintegrações de posse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.