Coordenador de meio ambiente de Aécio fala sobre água

No Face to Face promovido na noite de segunda-feira para apresentar o programa de governo da área de Meio Ambiente e Sustentabilidade do candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, o coordenador de Meio Ambiente e Sustentabilidade do plano de governo, Fábio Feldmann, e os colaboradores Castor Cartelli e José Carlos Carvalho, foram indagados sobre muitos temas dessa área, sobretudo o desmatamento, poluição dos rios e a falta de água em São Paulo.

ELIZABETH LOPES, Estadão Conteúdo

30 de setembro de 2014 | 01h57

Ao responder a pergunta de uma internauta sobre a crise hídrica em São Paulo, Feldmann disse: "Estamos preocupadíssimos com o comprometimento que o ciclo hidrológico possa vir a ter em função do aquecimento global." Sem entrar nas questões de planejamento, destacou que o programa de governo tucano está propondo uma ampliação das energias renováveis como a solar e a eólica e que no caso da falta d''água, frisou que "os cientistas já estão alertando que o Brasil pode vir a ter problemas ainda mais graves, em termos de estiagens prolongadas, como a de São Paulo e chuvas muito intensas como ocorreu na região Norte" e garantiu que irão enfrentar esta crise ecológica que hoje compromete o nosso futuro.

Com relação às propostas para a despoluição do Rio Tietê e Paraíba do Sul, disse que "lamentavelmente este é um problema nacional que não afeta apenas o Tietê e o Paraíba do Sul. As nossas bacias hidrográficas, principalmente no Sul, Sudeste e Nordeste, encontram-se em estágio de degradação tanto em relação à poluição das águas, ao desmatamento e outras atividades poluidoras que degradam nossos cursos d''água. Por isso estamos propondo, no nosso plano, iniciativas voltadas à recuperação dos biomas e a restauração das bacias hidrográficas críticas."

Um internauta que se identificou como produtor rural, na região norte de Mato Grosso, perguntou como Aécio pretende tratar a questão ambiental dessa região, alegando que já sofreu muito na época de Marina Silva (atual presidenciável do PSB) e de Carlos Minc, que foi ministro do Meio Ambiente do governo Lula. "A harmonização das atividades agropecuárias com a proteção do meio ambiente será colocada no centro das preocupações do governo de Aécio Neves porque entendemos que não se trata de questões excludentes. O nosso programa dá especial atenção à implantação do CAR (Cadastro Ambiental Rural), como forma de agilizar a regularização ambiental das propriedades e criar um ciclo virtuosos das relações do meio ambiente com o setor agropecuário."

Nesta terça-feira, também na página oficial de Aécio Neves no Facebook, a partir das 21 horas, o coordenador do programa da área de governo, Antonio Anastasia, ex-governador de Minas Gerais e candidato ao Senado nessas eleições, conversa com os internautas sobre o papel do Estado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.