FELIPE RAU/ESTADÃO-12/11/2021
FELIPE RAU/ESTADÃO-12/11/2021

Coordenador de Doria critica apoio de tucanos a Leite: 'raposas dentro do galinheiro'

Wilson Pedroso criticou presidente e coordenador da Comissão de Prévias do PSDB, Marcus Pestana e José Aníbal, por terem anunciado apoio a governador gaúcho nas prévias do partido

Marcio Rodrigues, O Estado de S.Paulo

20 de novembro de 2021 | 15h09
Atualizado 21 de novembro de 2021 | 15h16

O coordenador da campanha do governador João Doria nas prévias do PSDB, Wilson Pedroso, teceu críticas a dois tucanos que declararam apoio a Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, na disputa pela indicação do partido do candidato à Presidência em 2022. "As raposas estavam dentro do galinheiro", disse Pedroso.

A manifestação ocorre depois que o presidente e o coordenador da Comissão de Prévias do PSDB, o ex-deputado federal Marcus Pestana (MG) e o senador José Aníbal (PSDB-SP), anunciaram apoio a Leite. Aníbal, inclusive, deixou a coordenação das prévias. Já Pestana anunciou apoio ao governador gaúcho pelo Twitter, na manhã deste sábado.

"Após cumprir nos últimos meses meu papel ao lado do Senador José Anibal, como coordenador das prévias, elaborando as regras, organizando debates, julgando recursos, venho como fundador, ex-deputado e militante do PSDB manifestar meu apoio a @EduardoLeite_ como o melhor nome para nos liderar em 2022!", escreveu Pestana.

O anúncio marcou mais uma divisão no partido na véspera da escolha do candidato à Presidência da República. Pedroso disse que a declaração de apoio era como se "o presidente do TSE, um dia antes da eleição, declarasse voto a um dos candidatos". "Impressionante. As raposas estavam dentro do galinheiro", declarou o coordenador de Doria. "O presidente e o coordenador da Comissão de Prévias, que elaboraram as regras (alteradas sempre com o jogo em andamento) e julgaram recursos, ainda documentam a vergonha imposta ao PSDB. É debochar na cara dos filiados do PSDB".

Na nota, Pedroso diz ainda que causou estranheza ao grupo do governador de São Paulo "a parcialidade, antes velada, agora tornada explícita faltando menos de 24h para a eleição".

Em resposta a Pedroso, o senador José Aníbal defendeu a sua decisão e acusou o correligionário de atacá-lo de forma “injuriosa”. “Ontem entreguei ao presidente do partido a função que desempenhei como coordenador das prévias. Em seguida manifestei meu apoio a Eduardo Leite. Qual o problema? Agora atacam minha posição de forma injuriosa. Por que perderam nos critérios das prévias? Por que perderam na tentativa de fraude? As verdadeiras raposas felpudas parecem inconformadas”, afirma, em nota.

No texto, o senador também diz que a comissão das prévias foi escolhida pelo presidente do partido com a participação de representantes dos candidatos, assim como o regramento do pleito, aprovado com "ampla maioria (6 a 1)".

As prévias do PSDB para a escolha o candidato da sigla à Presidência está marcada para ocorrer neste domingo, em Brasília. O ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio também está na disputa, junto com Doria e Leite.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.