Coordenador da UFRJ se recusa a aplicar provas

O coordenador acadêmico da Comissão de Vestibular da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Herly Menezes, disse hoje que se recusa a aplicar as duas últimas provas do concurso, nos dias 11 e 18 de novembro, como quer o reitor, José Henrique Vilhena. Menezes defende a anulação total do vestibular e a remarcação das datas dos exames para janeiro e fevereiro de 2002, como já havia decidido o Conselho de Ensino de Graduação (Ceg) da UFRJ."Eu não aplico essas provas. Não houve condições mínimas para os candidatos fazerem as provas em paz", disse o coordenador. O Ceg e a Comissão de Vestibular devem se reunir ainda hoje para a decisão final sobre o concurso. Pelo regimento geral da UFRJ, o Ceg é responsável pela elaboração do edital do vestibular e pela fixação das datas das provas. De acordo com o estatuto, o reitor apenas torna públicas as decisões do Ceg.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.