Convênio com Incra é de R$ 7 mi

O convênio do Ifas com a Petrobrás não é o único sob investigação do Ministério Público. Em dezembro de 2006, o Incra fechou um contrato de R$ 6,3 milhões com a entidade. Dez meses depois, o valor foi para R$ 7,1 milhões. O objetivo era formar lideranças em assentamentos rurais de 12 Estados. A exemplo do convênio com a Petrobrás, o Ifas desviou dinheiro para finalidades que não estavam no contrato. O Ministério Público descobriu repasses para a Fetraf e um sem número de notas fiscais irregulares. Dinheiro do contrato com o Incra também foi utilizado para bancar despesas do convênio com a Petrobrás. "Se usaram dinheiro do Incra para pagar despesa do convênio com a Petrobrás, o que fizeram com o dinheiro repassado pela Petrobrás?", pergunta o procurador Raphael Perissé. Só no programa Petrobrás Fome Zero, o mesmo que deu dinheiro ao Ifas, foram firmados cerca de mil convênios com ONGS e prefeituras - muitas delas, do PT.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.