Convenção nacional do PMDB será em 9 de setembro

A Comissão Executiva Nacional do PMDB confirmou que a Convenção Nacional do partido será realizada em 9 de setembro. Essa Convenção irá decidir sobre três questões: se o partido terá ou não candidato próprio à presidência da República; a realização de eleições prévias no dia 20 de janeiro para a escolha do candidato do partido à Presidência da República; e a escolha do novo diretório nacional que comandará o partido durante a campanha sucessória. As decisões da Comissão Executiva foram anunciados oficialmente pelo presidente interino do PMDB, senador Maguito Vilela, que foi derrotado em suas propostas. O senador propôs o rompimento com o governo e escolha do candidato do partido à Presidência da República no próprio dia 9. Ele disse que irá reapresentar estas propostas na Convenção do dia 9 na forma de moção. "Com a definição de prévias no dia 20 de janeiro, fica difícil ou quase impossível o PMDB ter candidato próprio", afirmou Maguito. Ele informou que vai defender, na Convenção, que se o partido quiser realmente ter candidato próprio deverá escolher entre o governador de Minas, Itamar Franco, e o Senador Pedro Simon no próprio dia 9. "Quem quer definir o candidato em janeiro está dizendo nas entrelinhas que não quer ter candidato próprio", disse. O líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), disse, logo após a reunião, que não há condições de defender o rompimento com o governo agora. "Tem gente no partido que só sai do governo a bala", afirmou, citando como exemplo o caso do PMDB de Goiás, que decidiu romper com o governo, mas não conseguiu convencer o ministro do Desenvolvimento Urbano, Ovídio de Ângelis, a deixar o cargo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.