Contribuição do servidor paulista deve ficar em 11%

O governo paulista ainda não definiu a proposta de reforma do sistema previdenciário estadual, mas deve seguir o texto federal, ao menos em relação ao valor da alíquota de contribuição para aposentadoria, que é de 11%. Anteprojeto enviado à Assembléia Legislativa de São Paulo há cerca de 15 dias propõe um aumento de 6% na atual alíquota de 6%, descontada para a pensão -, elevando a contribuição para 12%. O anteprojeto é o primeiro passo para o projeto de reforma da previdência paulista. "A rigor, São Paulo não contribuiu para a previdência, mas para a pensão. O que o governo federal está propondo é uma contribuição mínima de 11%, então, aqui em São Paulo seria 6% mais 11%, daria 17% e isso, evidentemente, nós não vamos fazer", disse o governador Geraldo Alckmin. Como o piso não pode ser menor do que 11%, avalia Alckmin, é provável que o valor sugerido no anteprojeto seja reduzido para a soma das contribuições (pensão mais aposentadoria) fique em 11%.Veja o índice de notícias sobre as reformas

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.