'Continuo firme e forte', diz Minc, acompanhado de Lula

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, fez questão de afastar boatos de que possa ser afastado da pasta, em visita hoje a Caravelas, no extremo sul da Bahia, durante comemorações do Dia Mundial do Meio Ambiente. Na companhia do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Minc disse que só recebe elogios por seu trabalho e desafiou os que querem vê-lo fora do ministério. "O presidente tem dito para mim o seguinte: o desmatamento na Amazônia caiu 50%, as licenças aumentaram 60%, o Brasil está sendo aclamado lá fora pelo clima e ainda por cima você tem bom humor", afirmou, sorridente. "Continuo (no governo) firme e forte, tremei poluidores."

TIAGO DÉCIMO, Agencia Estado

05 de junho de 2009 | 18h09

Sobre a senadora Kátia Abreu (DEM-TO), com quem o ministro teve uma desavença pública durante esta semana, Minc disse que vai procurá-la para conversar. "Ela ficou um pouco nervosa porque o pessoal da Contag (Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura) e da agricultura familiar veio para o nosso lado para fazer uma mudança que beneficie mais os pequenos, mas a gente também quer se entender com os grandes", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
ambienteCarlos MincLulaKátia Abreu

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.