Continuam as negociações sobre greve em Palmas

Os procuradores da República, Mario Lúcio Avelar e Alvaro Manzano, e o presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, Nélson Pelegrino (PT-BA), iniciaram, por volta de meio-dia, uma reunião com o Comando de Greve na sede do 1º Batalhão de Polícia Militar para tentar um acordo para o final da greve dos policiais militares que já dura nove dias. A população munida de bandeiras brancas fez hoje cedo uma manifestação pedindo abertura de diálogo com o governo para pôr fim à paralisação. O juiz federal Marcelo Velasco Albernaz concedeu na madrugada de hoje liminar ao mandado de segurança do Ministério Público Federal impedindo a incursão do Exército no 1ºBPM. O juiz também determinou na mesma ação que o Exército limite-se a cumprir os deveres constitucionais e não impeça o direito de ir e vir dos cidadãos, nem efetue prisões sem mandados de segurança ou que não seja em flagrante. Apesar da ordem judicial o Exército continua impedindo as pessoas de transitarem no local. A situação continua tensa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.