Contas de 2004 do PT são reprovadas

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) manteve a decisão de 1º grau que desaprovou as contas do Comitê Financeiro Municipal Único do Partido dos Trabalhadores (PT) referentes à campanha eleitoral de 2004. O relator do processo, Flávio Yarshell, apontou diversas razões para a desaprovação. Entre elas, a falta de recibos eleitorais que comprovassem cerca de R$ 1,3 milhão em doações recebidas e divergências nas quantias declaradas de impostos e taxas, que juntos totalizam R$ 433.506,70.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.