Contaminação de alimentos é maior em casa

Um estudo divulgado pelo Instituto Pan-Americano de Proteção de Alimentos e Zoonoses (Inppaz) da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) revela que o maior perigo das doenças causadas por alimentos está mesmo em casa. Segundo o Inppaz, ao contrário do que se imaginava, 41% dos surtos registrados nas Américas entre 1997 e 2000 foram provocados por alimentos consumidos em casa. Produtos vendidos por ambulantes causaram apenas 1,5% dos surtos.Responsáveis por 68% dos surtos com causa conhecida, as bactérias são os principais agentes de contaminação. Salmonela (presente em ovo e frango mal cozidos) e Staphylococcus aureus são as mais comuns. No caso do estafilococo, a doença é provocada por sua toxina, resistente ao calor.Especialistas reunidos para discutir questões sanitárias e econômicas de doenças causadas por alimentos vão propor nesta quarta-feira a criação da Comissão Pan-Americana de Inocuidade de Alimentos (Copaia). O anúncio da proposta será feito pelo secretário de Agricultura e Abastecimento de São Paulo, João Carlos Meirelles, durante a 12.º Reunião Interamericana em Nível Ministerial sobre Saúde e Agricultura.Um dos objetivos da Copaia será conscientizar a sociedade sobre a importância de exigir alimentos livres de contaminação. "É preciso que a sociedade se sensibilize e cobre do governo ações para garantir alimentos bem controlados", diz Cláudio Almeida, diretor do Inppaz. "Os alimentos exportados são bem controlados, mas temos de exigir o mesmo rigor para o consumo interno".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.