Contag briga com o MST e bloqueia estrada

Um grupo de 800 sem-terra ligados à Contag (Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura) bloqueou hoje a BR-267, no quilômetro 125. O local chegou a ficar com congestionamento de dez quilômetros. Apesar dos protestos, motoristas de ônibus e de caminhões carregados tiveram que permanecer na fila por mais de cinco horas. Os manifestantes são contra o assentamento de 550 famílias de sem-terra do MST na Fazenda Teijin que possui área de 28 mil hectares, situada em Nova Andradina, afirmando que têm direito a todo o imóvel.Segundo o presidente da Fetagri (Federação dos Trabalhadores na Agricultura), Geraldo Teixeira de Almeida, existe um acordo entre a entidade e os governos federal e estadual garantindo prioridade no assentamento para a organização de sem-terra que indicar uma fazenda que possa ser desapropriada. O Incra tem ordem para desapropriar o imóvel desde o final do mês passado, através de decreto do presidente da República. Falta ainda avaliar o valor das benfeitorias da fazenda, confirmar medidas e calcular os valores em dinheiro e em Títulos da Dívida Agrária, trabalho que poderá durar mais seis meses, conforme estima o superintendente regional do Incra, Celso Cestari.Ele explicou que tanto o Incra quanto o Governo do Estado, fecharam acordo com os sem-terra do MST para que desocupassem a Fazenda Vitória, situada em Ivinhema no sul do Estado, que permaneceu invadida por 550 famílias por dois anos. O imóvel foi desocupado ontem e os sem-terra do MST receberão 550 glebas na Fazenda Teijin. Esse acordo causou revolta nos sem-terra da Contag, que prometem outro bloqueio, amanhã, no mesmo lugar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.