Consulado envia doações a El Salvador

O Consulado Geral de El Salvador em Curitiba conseguiu embarcar as quase 25 toneladas de donativos, recolhidas na cidade para ajudar o país, devastado no início do ano por quatro terremotos. De acordo com a consulesa Carol Padilla Giolitti Canestraro, dos 6 milhões de habitantes pelo menos 2 milhões foram afetados de alguma forma. Há pouco mais de uma semana, a cônsul havia dito que não tinha condições de pagar o transporte dos donativos. Quinta-feira à tarde, ela recebeu um telefonema da Força Aérea Brasileira (FAB), e hoje um avião carregou os alimentos, medicamentos e roupas, que estavam em um depósito no Aeroporto Afonso Pena. O avião ainda pegaria cerca de 8 toneladas de donativos em Brasília, antes de seguir para El Salvador. A consulesa disse não saber como a FAB foi mobilizada para o transporte. "Telefonei para todas as pessoas possíveis, inclusive mandei uma carta para o vice-presidente Marco Maciel", disse. "A Força Aérea tem outros compromissos, mas deve ter entendido a prioridade desse atendimento."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.